quarta-feira, 11 de maio de 2011

Qual a vantagem de ser honesto?

Vamos aos fatos: As notícias políticas atualmente são dignas de pena de nós mesmos, é vereador carioca dando benefício fiscal para dono de empresa de ônibus e se presenteando com automóveis executivos de auto luxo, são bombeiros protestando por desparidade de salários com outras áreas da seguranças pública, é o pau comendo em Brasilia afim de aprovar a tal "Lei Ambiental" que no frigir dos ovos vai apenas beneficiar grandes produtores rurais e devastar ainda mais o combalido meio ambiente, ainda tem mais notícia ruim, mas eu prefiro poupar você de vomitar sobre seu teclado ou mouse.
Pois bem caro leitor, que como eu enxerga na política um meio de transformação para o nosso mundo, DÁ PRA SER HONESTO num país com essa configuração, onde os políticos não dão exemplo, e a população acaba indo na onda deles?
Eu estou falando isso, face a notícia veiculada pela Vênus Platinada, na parte da manhã no seu BOM DIA BRASIL, onde pessoas em Cpo Grande (MS) estão preferindo ficar na fila do seguro desemprego, ao invés de ir para a fila do emprego.
Pasmem senhoras e senhores, o pensamento das pessoas está muito próximo deste que ilustrarei "Ué, o SARNEY não pode ser dono de metade do Maranhão, o RENAN cagado até o pescoço com lobista pagando a pensão de sua filha fora do casamento, não foi pra presidência da comissão de ÉTICA, o CARTÃO CORPORATIVO do governo federal não bateu recorde de gastos no último ano??? pq. eu não posso tirar 5 meses de férias as custas do contribuinte???"
Não, O SARNEY NÃO PODE SER O DONO DO MARANHÃO, O RENAN NÃO PODERIA SER PRESIDENTE DA COMISSÃO DE ÉTICA, O CARTÃO CORPORATIVO NÃO DEVERIA SER USADO PRA PAGAR COISAS PESSOAIS, mas aí vc. se pergunta, SE NOSSOS POLÍTICOS SÃO DESONESTOS, pq. eu, trabalhador que recebo menos de 3 mínimos, preciso ser?
Aí meu amigo, minha amiga (plágio do Edir Macedo rsrs.rs.rs.rs.rs) pode fechar a luz e apagar a porta, afinal esse país está mesmo condenado mesmo.
Pelo amor do Cabritinho: vamos tentar salvar isso, vamos fazer do mundo um lugar legal pra nossos filhos e netos, senão ferrou tudo, e isso não tem que ser um compromisso, tem que ser um princípio, tem que estar fundamentado no nosso caráter.

Senão, realmente, melhor pensar em sair daqui no próximo avião.

ABRAÇO A TODOS.

2 comentários:

  1. Ana Paula Araujo11 de maio de 2011 12:41

    Querido André,
    as pessoas estão cada vez menos pensando no bem coletivo. É a velha história de que se o fulano faz, e está se dando bem, porque eu não vou fazer?? País pobre de espírito coletivo o nosso, onde levar vantagem em cima do outro não e demérito nenhum, ou onde roubar ou fraudar é assim mesmo... todo mundo faz!!!Como educadora te digo que a criança não precisa de regras para aprender, ela precisa de princípios e isso, meu caro, os pais de nossos políticos não souberam passar pra seus filhos!!Mas os bons, honestos e trabalhadores, conscientes de seus deveres com cidadãos, pais e mães, não podem se abater com esse estado de coisas que se instalou em nosso país e que você bem sabe que não é de hoje, vem de muitos e muitos anos... mas infelizmente até os pobres que antes carregavam a bandeira da honestidade despertaram pra nossa realidade e viram que se o cara que eu elegi tá lá, rouba, é perdoado e consegue até ser presidente da comissão de ética, porque eu que roubo só um pouquinho vou ser preso!!E grave também, não vêem uma fraude ao seguro desemprego como desonestidade afinal se o governo me dá essa chance porque não vou aproveitar?? Haverá um dia em que despertaremos e, espero que ainda esteja por aqui, iremos chegar a conclusão de que não precisamos de políticos desonestos. Há muita gente do bem no Brasil!!!

    ResponderExcluir
  2. Ana Paula Araujo22 de maio de 2011 07:30

    Putz desculpa mas ao invés de André eu queria dizer Eduardo.... foi péssimo!!!!

    ResponderExcluir